Conheça os premiados do 11º For Rainbow
16/11/2017

Conheça os premiados do 11º For Rainbow

Premiação e show encerram o 11º For Rainbow
Festival aconteceu de 9 a 15 de novembro e teve como tema o direito das pessoas LGBT de amar quem quiserem. O troféu Elke Maravilha foi agraciado aos vencedores de 13 categorias, além da escolha da crítica


No último dia do 11º For Rainbow houve a premiação dos curtas, médias e longas metragens escolhidos pelo júri do festival, composto pelos jurados Andrei Bessa, Desirée Langel, Elis Teixeira, Kiko Alves e Marcelo Dídimo. A curadoria foi dos cineastas Arthur Leite e Janaína Marques.

Na categoria escolha da crítica, os vencedores foram o curta-metragem “O Quebra- cabeça de Sara”, de Allan Ribeiro, e o longa “Música Para Quando as Luzes se Apagam”, de Ismael Caneppele. A escolha foi feita pelos jurados Daniel Araújo, Gabriel Amora e Hamlet Oliveira, associados à Associação Cearense de Críticos de Cinema (Aceccine): "Por abrir mão de uma narrativa clássica para abordar temáticas como lutas de classes, preconceito e racismo, premiamos a produção carioca “O Quebra-cabeça de Sara”. E sobre o gaúcho “Música Para Quando as Luzes se Apagam”, a escolha foi feita por ser uma obra que se arrisca e assume a contradição como motivador narrativo na apresentação de personagens que ainda não se encontram definidos”.

Subiram ao palco para falar sobre o tema do For Rainbow, cujo slogan é “Amo quem quero, faço uma revolução”, a deputada federal Luizianne Lins (PT), a vereadora Larissa Gaspar (PPL) e Paulo Diógenes, coordenador de Políticas Públicas para Diversidade Sexual de Fortaleza.

Para encerrar a noite, Adma Shiva, Camilly Leyker, Flávia Fontenele, Rayanna Rayovack, Layla Sah, Tatiana Hilux e Mônica Lepinsky, transformistas da extinta boate Divine, no Centro, apresentaram números musicais que embalaram os espectadores no show "Fora Temer, volta Divine!".
  
Conheça os premiados:

Prêmio da Crítica (Associação Cearense de Críticos de Cinema – Aceccine)

1. Curta-metragem: O Quebra Cabeça de Sara, de Allan Ribeiro
2. Longa-metragem: Música Para Quando as Luzes se Apagam, de Ismael Caneppele

Troféu Elke Maravilha:

1. Melhor filme de ficção na categoria longa e média metragem: Guigo Offline
2. Melhor longa-metragem documentário: Lampião de Esquina
3. Melhor curta-metragem nacional: Chá do General
4. Melhor curta-metragem internacional: Home
5. Melhor direção: Guigo Offline
6. Melhor roteiro: Chá do General
7. Melhor direção de arte: Chá do General
8. Melhor fotografia: Música para quando as luzes se apagam
9. Melhor edição: Lampião da Esquina
10. Melhor trilha sonora original: Home
11. Melhor desenho sonoro: Garotas Errantes
12. Melhor atriz: “Sarah”, Ninguém nunca nada
13. Melhor ator: Chico Oliveira – Tempo feliz que passou